quarta-feira, 26 de maio de 2010

Sofro de não te ver




Sofro
de não te ver,
de perder
os teus gestos
leves, lestos,
a tua fala
que o sorriso embala,
a tua alma
límpida, tão calma...

Sofro
de te perder,
durante dias que parecem meses,
durante meses que parecem anos...

Quem vem regar o meu jardim de enganos,
tratar das árvores de tenrinhos ramos?

Saúl Dias, in "Sangue (Inéditos)"


2 comentários:

  1. Minha florzinha linda...

    Saudade!

    Fiquei tão feliz lendo seu comentário no Sandra Cajado A&C!

    Mas fiquei preocupada com você, quero saber o que anda angustiando seu coração...

    Amei seu blog em português! Lindo, gostoso de visitar... a sua cara mesmo!

    Gosto muito de você, amiga!

    Beijos com carinho!

    ResponderEliminar
  2. El idioma portugués tiene una dulzura encantadora. Siento tanta simpatía por su musicalidad que algunas veces quisiera ser portuguesa.
    "Ay Portugal ¿por qué te quiero tanto?" dice la canción.

    ResponderEliminar

.

.

Banhinho

Banhinho
Loading...

ROGER

Related Posts with Thumbnails

A flor mais grande do mundo

Número total de visualizações de página