sexta-feira, 22 de maio de 2015

Tu ensinaste-me a fazer uma casa...




Tu ensinaste-me a fazer uma casa:
com as mãos e os beijos.
Eu morei em ti e em ti meus versos procuraram
voz e abrigo.
E em ti guardei meu fogo e meu desejo. Construí
a minha casa.
Porém não sei já das tuas mãos. Os teus lábios perderam-se
entre palavras duras e precisas
que tornaram a tua boca fria
e a minha boca triste como um cemitério de beijos.
Mas recordo a sede unindo as nossas bocas
mordendo o fruto das manhãs proibidas
quando as nossas mãos surgiam por detrás de tudo
para saudar o vento.
E vejo teu corpo perfumando a erva
e os teus cabelos soltando revoadas de pássaros
que agora se recolhem, quando a noite se move,
nesta casa de versos onde guardo o teu nome.
Joaquim Pessoa, in ‘Os Olhos de Isa’


quinta-feira, 21 de maio de 2015

Amor Bastante...





AMOR BASTANTE
quando eu vi você
tive uma idéia brilhante
foi como se eu olhasse
de dentro de um diamante
e meu olho ganhasse
mil faces num só instante
basta um instante
e você tem amor bastante
um bom poema
leva anos
cinco jogando bola,
mais cinco estudando sânscrito,
seis carregando pedra,
nove namorando a vizinha,
sete levando porrada,
quatro andando sozinho,
três mudando de cidade,
dez trocando de assunto,
uma eternidade, eu e você,
caminhando junto.

Paulo Leminski



quarta-feira, 20 de maio de 2015

Nome





Nome

Interpelamos as palavras à procura
de um nome para a casa onde moramos.
Um nome que se ajuste inteiro
à memória do olhar e do silêncio.
Um nome tão secreto como as cantigas
que as mães cantam baixinho
enquanto embalam nos braços os filhos e a noite
para não perderem o poder de repartir a sede.


Graça Pires
(http://ortografiadoolhar.blogspot.com)
De Caderno de significados, 2013


"Numa relação complicada..."





Resolvi dar um tempo à minha relação com o Facebook.

Eu gosto muito dele e ele gosta de mim, nunca me traiu nem pouco mais ou menos. Nunca me castigou como eu ouço dizer por aí. Sempre gostei muito de publicar vários posts por dia mas... Pois é o problema é o mas. Mas as minhas amigas não me visitam ou pelo menos nem um "gosto" colocam. Eu sou muito ecléctica nas minhas postagens para que as mensagens cheguem a tod@s. Publico em português, espanhol, francês e inglês porque tenho amig@s  de todos esses países. Mas na verdade ultimamente nem nas minhas saudações da manhã, da tarde e da noite recebia o retorno merecido.

A pedido de vários amig@s, vou dar mais atenção aos meus blogues e vou postar só o que eu gostar, o que me apetecer e não vou estar  à espera se a, b ou c vem ou não vem. Mas serão sempre bem recebidos os que quiserem vir!!




.

.

Banhinho

Banhinho
Loading...

ROGER

Related Posts with Thumbnails

A flor mais grande do mundo

Número total de visualizações de página