segunda-feira, 29 de abril de 2013

As Janelas...


Acuarela "Janelas de Lisboa" de autoria de Inês Spurguitti.



AS JANELAS...

Sempre fui
de abrir janelas.
As minhas janelas são grandes
e muito transparentes .
Já abri tantas.... mais do
que as que fechei.
São janelas viradas para o mundo
para o sonho
também para a realidade.
As minhas janelas abrem-se naturalmente,
não as empurro ....
simplesmente
abrem-se,
vejo e sinto
que o que se me depara é diferente
em cada uma.
Sonhos, realidades dispersas,
crueldades
e amor.....
Quando me debruço nelas
para ver o que se me depara
guardo sempre algo ,
e afasto o que nada
tem a ver comigo....
sempre acontece.
Contudo há
um cruel desafio
nunca conseguir chegar
onde mais desejo
que é a minha procura de sempre
a linha do horizonte ou seja a utopia.
Consola-me que tenha sempre
janelas para abrir.


YOLANDA BOTELHO




1 comentário:



  1. Vine antes rápida como el viento y me fuí sin dejarte una letras y termino de darme cuenta y he vuelto...

    Quedan maravillosamente porque tienen la misma tonalidad que los fondos del blog. Me alegro que sin te encajen.

    Yo también soy una amante de ventanales muy grandes para que la claridad inunde las estancias de la casa y sentirse en libertad total con el paisaje restante.

    Un abrazo y hasta otro momneto tan dulce como el presente!! ❦ ❦

    ResponderEliminar

.

.

Banhinho

Banhinho
Loading...

ROGER

Related Posts with Thumbnails

A flor mais grande do mundo

Número total de visualizações de página