sexta-feira, 18 de junho de 2010

Intimidade




No coração da mina mais secreta,
No interior do fruto mais distante,
Na vibração da nota mais discreta,
No búzio mais convolto e ressoante,

Na camada mais densa da pintura,
Na veia que no corpo mais nos sonde,
Na palavra que diga mais brandura,
Na raiz que mais desce, mais esconde,

No silêncio mais fundo desta pausa,
Em que a vida se fez perenidade,
Procuro a tua mão, decifro a causa
De querer e não crer, final, intimidade.

José Saramago, in "Os Poemas Possíveis"
(1923-2010)


4 comentários:

  1. Lindíssima homenagem a um grande homem.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Amiga linda homenagem a um grande escritor, que chegou ao fim da sua caminhada pela vida, partiu sim, mas deixa para sempre um pouco de si, através da sua obra.

    "A vida não é uma vela curta para mim. É um tipo de tocha esplêndida a qual estou segurado pelo momento, e quero fazer com que ela queime tão brilhantemente quanto possível antes de passá-la para as próximas gerações." (George Bernard Shaw)

    Tenha um sereno e feliz fim-de-semana
    bjs do tamanho do inifito
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Bellos y dulces versos los del Maestro Saramago que no morirán nunca.

    Has hecho una linda elección.

    Mil beijos e mil rosas.

    ResponderEliminar
  4. Un homenaje sentido al gran maestro que se nos fue a toda Iberia..

    Un beso

    ResponderEliminar

.

.

Banhinho

Banhinho
Loading...

ROGER

Related Posts with Thumbnails

A flor mais grande do mundo

Número total de visualizações de página