sexta-feira, 22 de outubro de 2010

No teu amor...






No teu amor por mim há uma rua que começa
Nem árvores nem casas existiam
Antes que tu tivesses palavras
E todo eu fosse um coração para elas
Invento-te e o céu azula-se sobre esta
triste condição de ter de receber
dos choupos onde cantam
os impossíveis pássaros
a nova primavera
Tocam sinos e levantam voo
Todos os cuidados
Oh meu amor nem minha mãe
Tinha assim um regaço.

Ruy Belo



2 comentários:

  1. Un poema muy bonito, bella Flor. Pese a que lo entendía, he usado el traductor.

    Besos.

    ResponderEliminar

.

.

Banhinho

Banhinho
Loading...

ROGER

Related Posts with Thumbnails

A flor mais grande do mundo

Número total de visualizações de página